Categorias
Integral Human Development

Who is Francis?

Helga Martins1 & Silvia Caldeira2

1Helga Martins

Pos-doctoral Fellow at Integral Human Development Program, PhD, RN, Universidade Católica Portuguesa, Doctoral School (CADOS). Faculty of Health Sciences and Nursing, Centre for Interdisciplinary Research in Health, Lisbon, Portugal.

Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior de Saúde. R. Dr. José Correia Maltez, 7800-111 Beja, Portugal.

ORCID: https://orcid.org/0000-0001-5804-7934

E-mail: hemartins@ucp.pt

2Sílvia Caldeira

PhD, MSc, RN, Associate Professor, Universidade Católica Portuguesa, Faculty of Health Sciences and Nursing, Centre for Interdisciplinary Research in Health, Lisbon, Portugal.

ORCID: https://orcid.org/0000-0002-9804-2297

E-mail: scaldeira@ucp.pt

 

It all started about 87 years ago, with the birth of Jorge Mario Bergoglio on December 17, 1936, in Buenos Aires, Argentina. Born into a humble Italian family from Asti, Italy. Francisco’s father emigrated from Italy in the 1920s and worked in the railroad industry.

Francisco’s journey has started early on by a connection to religion. At 22, he began his journey as a novice in the Society of Jesus, starting in Chile and returning to Buenos Aires, where he completed his Philosophy studies in 1963. In 1969, he was ordained a priest. Later, in 1992, he was appointed auxiliary bishop of Buenos Aires. In 1998, he was named archbishop and cardinal in 2001.

In 2013, he reached maximum ascension in the church. Following the resignation of Pope Benedict XVI in 2013, Bergoglio was elected as the 266th Pope of the Catholic Church. He, was the first pope from Latin America and the first Jesuit to be elected by the conclave.

The name Francis was not naive, being in honour of Saint Francis of Assisi. For the first time, we would have a pontificate named Francis, in which one of the main pillars was the church’s approach to the poor. At the inauguration ceremony, Pope Francis ensured it was marked by simplicity and without any ostentation of wealth. This was reflected in his attire, in which he refused to wear the mozzetta and the traditional red shoes. The cross on his chest was modest and made of silver, and even the pontifical ring, the “fisherman’s ring”, was made of silver,  instead of gold.

Pope Francis has been very active when it comes to writing. During his pontificate, he wrote several encyclicals, but we highlight Evangelii Gaudium” (2013), “Laudato Si'” (2015), and “Fratelli Tutti” (2020). These encyclicals reflect Pope Francis’ concerns related to social, environmental, and spiritual issues. The purpose of this encyclicals is to be a guiding light for Catholics and to awaken reflections and initiatives on these subjects inside and outside the Church community.

Recently, the mark left by Pope Francis at the XXXVIII World Youth Days of 2023 in Portugal, with the theme “Joy in Hope”, exceeded all imaginable expectations, with the participation of around one and a half million young people. World Youth Day was a unique moment of unity, fraternization, celebration, friendship, gratitude, and hope, which was the central theme of those days. We expect that for the next one, which will be in Seoul, Korea, in 2027, Pope Francis will be healthy enough to participate, as his willpower is unshakable.

Pope Francis’ legacy is not restricted to the church alone but also in a global and multifaceted context and covers several areas, namely the administrative reform of the church, emphasis on humility and compassion, social justice, ecology and environment, and interreligious and intercultural dialogue. His legacy is already widely distinguished, but his true value in transforming the common good will only be fully recognised in future generations.

During this festive period of Christmas, when Christians celebrate the birth of Jesus, we also congratulate Pope Francis on celebrating his birthday. We remember when the elected Pope showed himself to the world for the first time at the Vatican window. He asked to pray for him, so we will continue to do so.

 

 

Quem é Francisco?

Tudo começou há cerca de 87 Anos, com o nascimento de como Jorge Mario Bergoglio em 17 de dezembro de 1936, em Buenos Aires, Argentina. Nascido no seio de uma família humilde italiana oriunda de Asti, na Itália. O pai de Francisco emigrou da Itália na década de 1920 e trabalhava na indústria da ferrovia.

O seu percurso de Francisco foi seu assinalado desde cedo, com uma ligação à religião. Aos 22 anos, ele deu início à sua jornada como noviço na Companhia de Jesus, começando no Chile e, posteriormente, regressou a Buenos Aires, onde concluiu seus estudos de Filosofia em 1963. Em 1969, foi ordenado sacerdote, mais tarde, em 1992, foi designado bispo auxiliar de Buenos Aires. Em 1998, é nomeado arcebispo e cardeal em 2001.

Em 2013, foi um ano que atingiu a ascensão máxima na igreja. Após a renúncia do Papa Bento XVI em 2013, Bergoglio foi eleito como o 266º Papa da Igreja Católica. Foi o primeiro papa da América Latina e o primeiro jesuíta a ser eleito pelo conclave.

A escolha do nome Francisco foi uma homenagem a São Francisco de Assis. Pela primeira vez, teríamos um pontificado com o nome de Francisco, em que um dos pilares basilares era a aproximação da igreja com os pobres. A cerimónia de posse do Papa Francisco foi marcada pela simplicidade. Isso refletiu-se no seu traje, em que recusou usar a mozeta e os tradicionais sapatos vermelhos, e a cruz ao peito era modesta e de prata. Até o anel pontifício, o “anel do pescador”, foi feito de prata, em vez de ouro.

O Papa Francisco tem sido muito ativo no que toca à escrita. Durante o seu pontificado escreveu várias encíclicas, mas destamos a Evangelii Gaudium” (2013), “Laudato Si'” (2015), e a “Fratelli Tutti” (2020). Essas encíclicas são um reflexo das preocupações do Papa Francisco, no que concerne às questões sociais, ambientais e espirituais. Elas têm como mote de ser a luz condutora dos católicos e despertar reflexões e iniciativas sobre esses assuntos, tanto dentro quanto fora da comunidade da Igreja.

Recentemente, a marca deixada pelo Papa Francisco nas XXXVIII Jornadas Mundiais da Juventude de 2023 em Portugal, com o tema “Alegres na Esperança”, superou todas as expetativas imagináveis, com uma participação de cerca de um milhão e meio de jovens. A Jornada Mundial da Juventude foi um momento singular de união, de fraternização, celebração, amizade, gratidão e assim de tudo de esperança, que era a temática central das jornadas. Fazemos votos que o Papa Francisco tenha saúde para participar na próxima, que decorrerá em Seul na Coreia em 2027, , já que a força de vontade é inabalável.

O legado do Papa Francisco não se restringe apenas à igreja mas, igualmente, num contexto global e multifacetado, abrangendo várias áreas, nomeadamente, a reforma administrativa da igreja, ênfase na humildade e na compaixão, justiça social, ecologia e meio ambiente e no diálogo inter-religioso e intercultural. O seu legado já é amplamente distinguido, mas o seu verdadeiro valor de transformação do bem comum só será plenamente reconhecido nas gerações futuras.

Durante este período festivo do Natal, quando os cristãos comemoram o nascimento de Jesus, também damos os parabéns ao Papa Francisco, pela celebração do seu aniversário. Relembramos, o momento em que eleito papa se mostrou pela ao mundo primeira vez na janela do vaticano. Ele pediu “rezem por mim” e assim o continuaremos a fazer.



Citar este post
helgamartins (2023, 6 Dezembro). Who is Francis? Desenvolvimento Humano Integral. Recuperado em 22 de Maio de 2024, de https://doi.org/10.58079/nkw0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Pesquisar OpenEdition Search

Você sera redirecionado para OpenEdition Search