Categorias
Alterações climáticas Climate change Common Home Development education Education for Sustainable Development Integral Human Development Non classé world peace

Science, Development and Integrality

Ciência, Desenvolvimento e Integralidade

Esta consciência integral, irá promover uma ciência mais desperta para as necessidades fora dos seus muros académicos, onde a transferência será uma excelente influência para o Desenvolvimento nos vários domínios.

Carlos Barros

No dia 10 de novembro celebra-se o Dia Mundial da Ciência pela Paz e pelo Desenvolvimento[1]. Esta efeméride, com a promoção da UNESCO, teve início logo nos primeiros anos do século XXI para nos relembrar o impacto que a Ciência (e as academias) trazem para a edificação de um mundo melhor.

Se por lado é certo que a ciência per si, com as suas várias ramificações de áreas, especialidades, metodologias e um caracter cumulativo do conhecimento, pretende o desenvolvimento e aumento do bem-estar de todas as pessoas e seres; por outro, importa trazer a ciência para fora dos “muros” académicos e aplicar o seu potencial de observância social para que que seja cada vez de observância-intervenção. Vejamos:

A ciência é o pilar de desenvolvimento central de sociedade(s) e do modo como gere e interage com a tecnologia, aliando o caracter cumulativo de conhecimentos que tem alavancando, em muito, a evolução e desenvolvimento em todas as áreas.

Este ano, é destacada a importância do respeito ao ambiente e ao desenvolvimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável[2]. É, ao meu ver, o momento de refletirmos em duas etapas:

  1. a nossa relação com o ambiente. Somos promotores de sustentabilidade vs. desequilíbrio? Os nossos comportamentos a nível micro ou macrossocial influenciam não só o equilíbrio ambiental, mas também a promoção de educação não formal, que devemos estimular junto de gerações mais idosas e mais jovens;
  2. o ambiente insere-se no todo que é termos uma “casa comum” onde podemos ter qualidade de vida, criar um espaço – não só em clima, mas também social – estável, onde queremos que as próximas gerações possam crescer e desenvolver as suas potencialidades. Tal é possível através da observância e aplicação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Para desenvolvimento dos ODS é importante destacar o nosso comportamento e atitudes perante o mundo. O nosso comportamento e atitudes são não só importantes para criar um estilo de vida físico e psicológico saudável; coesão social para a perceção de segurança, solidariedade; mas também promover a conexão entre várias pessoas e culturas.

Pode parecer que este texto propõe uma responsabilidade assente na pessoa – Ser individual – mas a proposta é que nos possamos ‘ver’ como seres inseridos em sistemas.

Como nos é descrito na abordagem ecológica e sistémica de Brofenbrenner[3],  

“o desenvolvimento é considerado num sistema complexo de relações influenciadas por múltiplos níveis do ambiente circundante, desde cenários imediatos de família e escola até amplos valores culturais, leis e costumes [tradução livre]” (Guy-Evans, 2020).

Embora esta abordagem tenha sido aplicada inicialmente em estudos de Psicologia do Desenvolvimento na Infância, em que a criança era influenciada pelos vários sistemas que a rodeavam a si e ao seu meio, agora a mesma é alargada à interação psicossocial ao longo da vida e em todos os contextos.

Representação do modelo Bioecológico de Bronfenbrenner

Nós, seres individuais, temos características pessoais, somos influenciados pela esfera de ação mais imediata (ex. a nossa família e amigos), mas somos influenciados – embora cada vez mais indiretamente – pelos comportamentos e atitudes nos sistemas mais distais (ex. sistemas de saúde ou currículos pedagógicos), que por sua vez inserem-se num sistema maior: o dos valores e normas sociais (ex. políticas sociais e valores culturais de determinada sociedade).

Claro é que não podemos descorar a importância do tempo e como o mesmo afeta estas dinâmicas – será certamente diferente a perceção que temos de clima agora, das pessoas que começaram a notar esta problemática no século passado. O fator inovador desta abordagem consistente em ter em conta que não somos só elementos influenciados pelos contextos, mas também somos influência a cada pessoa e cada sistema.[4]

Considera-se assim, o impacto que cientistas, políticos, educadores, professores e gestores sociais têm ao usar a sua voz para criar e ser influência positiva nos sistemas onde participam. Esta consciência integral, irá promover uma ciência mais desperta para as necessidades fora dos seus muros académicos, onde a transferência será uma excelente influência para o Desenvolvimento nos vários domínios[5].

Nota: Se é investigador e pretende implementar trabalho na área do Desenvolvimento Humano Integral, conheça a abertura de candidatura de bolsas para o Programa de Pós-Doutoramento aqui.


[1] https://eurocid.mne.gov.pt/eventos/dia-mundial-da-ciencia-pela-paz-e-o-desenvolvimento-2021

[2] https://www.unesco.org/en/days/science-peace-development#2022

[3] Guy-Evans, O. (2020). Bronfenbrenner’s ecological systems theory. https://www. simplypsychology. org/Bronfenbrenner.html

[4] Eriksson, M., Ghazinour, M., & Hammarström, A. (2018). Different uses of Bronfenbrenner’s ecological theory in public mental health research: what is their value for guiding public mental health policy and practice?. Social Theory & Health16(4), 414-433.

[5] Costanza, R., Fisher, B., Ali, S., Beer, C., Bond, L., Boumans, R., & Snapp, R. (2007). Quality of life: An approach integrating opportunities, human needs, and subjective well-being. Ecological economics61(2-3), 267-276.


OpenEdition sugere que esta publicação seja citada da seguinte forma:
Carlos Barros (10 de Novembro de 2022). Science, Development and Integrality. Desenvolvimento Humano Integral. Recuperado em 15 de Julho de 2024 de https://doi.org/10.58079/nkve


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Pesquisar OpenEdition Search

Você sera redirecionado para OpenEdition Search